Consulta e delist

Regras para delist

 

  • Somente serão aceitos IPs com rDNS apontando para o mesmo IP, validando assim o FCrDNS;
  • Reversos devem estar no nome do administrador do MTA, então não serão aceitos domínios de terceiros como por exemplo rDNS genérico do datacenter ou operadora;
  • A conta postmaster deve estar configurada para o domínio registrado no rDNS e a conta deve estar ativa e respondendo;
  • Deve haver meios de identificar o dono do domínio usado no reverso, por exemplo por sistema WHOIS, e a informação não pode estar oculta por opções de privacidade;
  • Se estiver usando um IPv6 com sinalização SLAAC, é necessário manter a porta 25 aberta para que seja possível comprovar a existência um serviço SMTP ativo e
  • A reputação do IP deve estar a baixo de 25% de pontos negativos por volume total de envio.

 

Importante: No sistema SPFBL, regras referentes ao bloqueio em caso de falta de rDNS são opcionais e você ainda por cima ajudar a reportar spams, bem como usufruir de recursos inéditos, como blacklist global, bloqueio “spamvertised/URIBL” (URIs no corpo de e-mails), etc.

 

Dica: Considere utilizar o prefixo de rejeição especial do SPFBL para conter fluxo indesejado direto do seu MTA de saída: 5.7.1 SPFBL <message>

 

Um script que seja capaz de monitorar este prefixo e congelar contas de e-mail pode ser um forte aliado para prevenir que seu IP seja listado. Todos os pontos negativos da nossa DNSBL são gerados com rejeições, na camada SMTP, com este prefixo. Minimizar a incidência deste prefixo ajuda a ter IPs sempre limpos, com boa reputação e num delist mais rápido.